XII EBDRC

Encontro Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Celta em sua XII edição

O Encontro acontecerá nos dias 30, 31 de outubro e 01 e 02 de novembro de 2021. Em virtude da Pandemia do COVID-19 que ainda assola o mundo e nosso país, não podemos precisar ainda se o evento será de forma presencial (como aconteceu nas edições I a X) ou de forma virtual (como tivemos no ano passado em sua XI edição).

Essa incerteza permanece por uma esperança da presente organização de realizar um encontro presencial ainda em 2021, respeitando todos os protocolos e recomendações da OMS e das equipes médicas nesse delicado período que estamos vivendo. Precisamos do presencial, do reencontro, mas não podemos ser levianos com a situação sanitária local e mundial. Por essa razão, estamos gerenciando esse período de incerteza, e preferimos aguardar mais antes de tomar uma decisão definitiva.

O evento pretende ser sediado em Juiz de Fora / MG (próximo ao Rio de Janeiro, capital), tendo como anfitrião o Leanaí an Ghealach Clann, sediado na mesma cidade. Esperamos poder oferecer a famosa hospitalidade mineira nesse momento tão carente de afeto. Mas para isso, dependemos do controle salutar dessa pandemia que tanto nos assola. Caso contrário, contaremos com você em nossas redes para mais um evento virtual.

Tão logo nos seja possível, iniciaremos as inscrições. Fique em contato, pois iremos comunicar cada passo e decisão com ampla divulgação em nossos meios.

O tema deste ano: “Renascidos pela terra”, vem como um alento de esperança ao mundo, e a um mundo pós-pandemia que esperamos vivenciar muito em breve. Mas mais do que superar a doença, precisamos nos reencontrar enquanto humanidade, enquanto sociedades nesse mundo moderno muitas vezes opressor. Daí o tema, zelando por um renascimento conectados e ancorados com nossas forças ancestrais e naturais, que, em última instância nos reconecta com a terra, sagrada aos povos antigos e que ainda deve ser vista e respeitada como sagrada por todos nós.

Para simbolizar esse momento, elegemos como patrona do XII EBDRC a deusa gaélica Cailleach. Deusa ctônica, descrita como a deusa do inverno, das tempestades e associada aos montes. Geralmente aparece como uma anciã de idade muito avançada, conservadora e bastante severa. Mas como diz seus mitos “ela não é sempre assim”! Na primavera Cailleach, em uma das versões, bebe da água do Poço da Juventude se rejuvenescendo e assim, a terra floresce uma vez mais. Já no outono, já envelhecida, ela senta em seu trono em Loughcrew (Irlanda) e o frio e a secura chegam uma vez mais.

Ela representa a severidade do tempo, a necessidade da tradição e a soberania da terra que sempre se renova.


Em algumas tradições ela é chamada de Mag Moullach (Grande Mãe da Terra), em referência também a sua capa que seria a própria terra escocesa.

Outro epíteto atribuído a ela é o de Sheela na Gig (A Parideira do Mundo), como representação como a possível primeira mulher a existir. Por isso ela também é chamada de A Grande Avó, e mesmo de Velha Noiva, pois na tradição irlandesa, os reis deveriam se casar com a terra como símbolo de soberania em um acordo de governo justo e sagrado.


Podemos dizer que ela é a representação da mulher em suas inúmeras fases e facetas na vida, sempre soberana, empoderada e dona de si. Desse modo, um símbolo do feminino a ser pensado e considerado, e um símbolo muitas vezes temido e perseguido: a mulher velha, sábia, empoderada e soberana.

Em meio a toda essa pandemia e em associação à montanhas de Minas Gerais, escolhemos essa deusa, como Sheela na Gig como padroeira do XII EBDRC, na esperança de nosso renascimento enquanto humanidade.

Contaremos com a sua presença!

Apoie, contribua e divulgue nossa Campanha no Catarse:

Campanha de arrecadação de verba para realização do XII EBDRC – Catarse

Acompanhe nas Redes:

Instagram
Facebook
YouTube

Organização:

Leanaí an Ghealach Clann – LaG: site, Facebook